quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Jornal Diário de Marilia distorce informações da Direção da SABESP

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009


Mais uma vez o Jornal Diário de Marília distorce a verdade quando o assunto é o poder público municipal. Neste episódio o Jornal Diário deixa claro a perseguição sistemática comtra a atual Direção do DAEM.  Desta vez até o próprio editor tentou validar a matéria dando conta que prefeitura, Daem e Sabesp haviam praticado a “negociata”, como diz a matéria.

O editor enviou à toda imprensa e outras pessoas do seu mailing a tal resposta da SABESP. Isto depois de receber uma nota do DAEM  desmentindo a matéria que dizia que a SABESP  fazia "negociata" com o poder público  no assunto do esgoto.  editor só se esqueceu de ler  novamente a nota da SABESP  se tivesse lido  teria percebido que não havia ali nenhuma frase que indicasse que havia ou houve alguma "negociação" ou "negociata" entre SABESP, prefeitura e DAEM, na verdade houve da parte da SABESP apenas a manifestação de interesse no assunto.

Abaixo publicamos a matéria do Diário, a nota do Editor do Diário e as Notas do DAEM e da SABESP, para que o leitor tenha uma informação  dos fatos  isenta de interesses de quem quer que seja:


MATÉRIA DO DIÁRIO NO DIA 02.12.2009 :


Sabesp confirma negociação com Bulgareli para privatizar o Daem
Empresa anuncia que já fez contato com prefeito, vice e diretor do Daem

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) confirmou ontem através de nota que tem, sim, interesse em assumir a concessão do serviço de esgoto em Marília.

Comunicado da empresa é assinado pelo superintendente Izaias Storch e deixa claro que a Sabesp e a prefeitura vêm, desde o começo deste ano, negociando o assunto.

Segundo nota, empresa já fez contato com o prefeito Mário Bulgareli (PDT), o vice-prefeito Ticiano Toffoli (PT) e também com o diretor do departamento, José Carlos Bastos, o Beca, para tratar da possível concessão do departamento.

Segundo informou a estatal, que tem mais de 50% do serviço de água e esgoto de São Paulo, existe interesse desde convênio de cooperação técnica até contrato de programas e parcerias com o município.

A nota também trata sobre uma possível formatação do Departamento de Água e Esgoto (Daem), em que o município e a Sabesp formariam uma terceira empresa, com a participação da iniciativa privada, para assumir o controle do esgoto e do abastecimento de água na cidade.

“Buscamos uma formatação de saneamento que agrade ao município e à Sabesp, onde Sabesp e Daem seriam acionistas com participação ou não da iniciativa privada”.

A Sabesp é uma empresa de economia mista, cujo principal acionista é o Governo do Estado de São Paulo. No Estado, dos 645 municípios, Sabesp presta serviços para 366, atendendo uma população aproximada de 26 milhões de habitantes.

.

 NOTAS DO DAEM E DA SABESP:

"DAEM: Sabesp desmente interesse na privatização


A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo) desmentiu, por meio de nota, matéria publicada na edição de quarta feira (2), pelo jornal Diário de Marília. A matéria, que foi manchete de capa do jornal, acusava o prefeito Mário Bulgarelli (PDT), o vice, Ticiano Tófolli (PT) e o diretor executivo do Daem, José Carlos de Souza Bastos, o Beca, de estarem negociando a privatização do Departamento de Água e Esgoto de Marília.

A Sabesp esclarece em nota que “Ao contrário do que foi dito pelo veículo, não houve de nossa parte qualquer “anúncio” sobre negociações com o município”. A nota diz ainda que o jornal Diário atribuiu a Sabesp informação inverídica de que haveria, desde o início do ano, uma negociação entre a empresa e prefeitura,sendo que a verdade é que houve apenas uma manifestação de interesse, por parte da própria Sabesp, que é bem diferente de negociação. A nota, assinada pela assessoria de imprensa da Sabesp finaliza esclarecendo que não existe negociações, seja com o prefeito Mário Bulgarelli, com o vice, Ticiano Tófolli ou com o diretor executivo do Daem, José Carlos de Souza Bastos.

A seguir publicamos, na íntegra, a nota de esclarecimento da Sabesp, que desmente matéria publicada pelo Diário de Marília, na edição de quarta feira (02/11). A nota do Editor do Diário à toda imprensa e  A  resposta enviada pela SABESP à jornalsita Daniele Gaiotto do Diário.


Para: guto@diariodemarilia.com.br

De: Magda Carmo dos Santos/SABESP/BR

Data: 02/12/2009 04:55PM

Assunto: esclarecimento Sabesp

Sr. editor, A respeito da reportagem publicada hoje sob o título "Sabesp confirma negociação com Bulgareli para privatizar o Daem", é necessário esclarecer que a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo foi procurada pelo jornal na tarde de segunda-feira e, ao contrário do que foi dito pelo veículo, não houve de nossa parte qualquer “anúncio” sobre negociações com o município.

O jornal atribui à Sabesp informação de que "as negociações" estariam ocorrendo desde o início do ano, quando o correto é que houve uma manifestação de interesse por parte da Sabesp, o que é bem diferente de negociação. Esclarecemos que essa prática faz parte da estratégia da empresa em expandir seus negócios e de buscar alternativas para a gestão do saneamento básico – tendo como meta a universalização - em municípios que estejam em busca de soluções e de ampliação dos serviços, como é o caso de Marília.

A respeito da ida de representantes da Sabesp ao município, informamos que não cabe falar em "encampamento" do Daem, pois, buscamos, entre outras opções a serem ainda analisadas, uma formatação de empresa de saneamento que seja viável e adequada tanto para a Sabesp quanto para o município. Não existe, portanto, negociações, seja com o prefeito, Mário Bulgareli, o vice, Ticiano Toffoli ou o diretor do Daem, José Carlos Basto.

Atenciosamente, Paula Fontenelle Gerente de Imprensa da Sabesp."



NOTA DO EDITOR DO DIÁRIO REBATENDO A NOTA DO DAEM  :

 “ Senhores, boa tarde,

    A assessoria de comunicação e divulgação do Daem absurdamente agora também faz editorial às custas do dinheiro público e, pior, para pré-julgar o que desconhece.
    Como infelizmente falta coerência e respeito, informo aos veículos de comunicação de forma responsável que a manchete com notícia exclusiva do jornal Diário, como sempre, mantém a marca da fidelidade com as informações de suas fontes, no caso a Sabesp.
    O que se distancia da verdade é o conjunto de medidas, posturas e gestão pública do Daem.
    Como garantia de informação correta, anexo abaixo a nota que o Diário recebeu direto da Sabesp, o que foi fundamento para a reportagem e manchete da edição de 02-12-2009.
    No mais, estamos a disposição e agradeço a atenção.

    José Ursílio
    diretor de jornalismo
    Jornal Diário - Rádio Diário FM - Rádio Dirceu AM”

RESPOSTA DA SABESP À JORNALISTA DANIELLE GAIOTO DO DIÁRIO:

  “Danielle,
Seguem respostas às suas solicitações, qualquer dúvida, entrar em contato. As respostas foram dadas pelo superintendente regional da Sabesp, Izaias Storch.

                  A Sabesp teria interesse em participar da licitação, caso ela ocorra?
Sim, temos interesse na concorrência em Marília. A Sabesp tem ampliado seus negócios através de convênios de cooperação com outros estados e com empresas de saneamento estrangeiras também.

- Existiu/existe algum contato da Sabesp com a prefeitura de Marília ou com o Departamento de Água e Esgoto?
Desde a posse, manifestamos interesse na negociação com o município. Houve contato com o prefeito, o vice e também com o diretor de departamento. Manifestamos interesse desde convênio de cooperação técnica até contrato de programa e parcerias com o município.

- Representantes da Sabesp já estiveram em Marília para tratar sobre um possível encampamento do Daem?
Encampamento não, mas buscamos uma formatação de empresa de saneamento que agrade ao município e à Sabesp, onde Sabesp e Daem seriam acionistas com participação ou não da iniciativa privada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário